O 13º Salário Não Existe!

Nos dias atuais sentimos o quanto somos reféns das “forças” que nos rodeiam. São mentiras, farsas, ilusões, fantasias, e outras formas de dominação que muitos não se apercebem, e pensam estar vivendo, quando na verdade não passam de fantoches e marionetes nas mãos dos seus dominadores.

Apesar de todos os avanços científicos e tecnológicos, muito se copia e quase nada é criado verdadeiramente. Vive-se por viver e a maioria caminha pelo caminho incerto, crente de que a morte os espera no final, e isto é tudo!?

A partir de agora, iremos apresentar textos que bem ilustra essa situação vivida pelos escravos (mentais) remanescentes, e de quanto o estilo de vida moderno não passa de uma grande pantomima montada num palco de luzes obscuras repleto de atores que não passam de fantasmas sem vida própria à serviço de forças misteriosas e ocultas.

1º Texto


No inicio dos anos 60, o advogado carioca Aarão Steinbruch consegue aprovar a lei trabalhista de sua autoria que institui o 13º salário. Uma brilhante idéia que serviu como alicerce para sua trajetória política que o levou até o Senado Brasileiro.
Muito se tem festejado desse adicional pecuniário nos vencimentos da classe trabalhadora de nosso país, a ponto de envolver a todos numa histérica expectativa e ansiedade até a chegada do mês de dezembro.
Mas afinal o 13º salário existe, ou não existe? Qual sua opinião?
A idéia existiu. A lei existe, mas o 13º salário... Simplesmente não existe, assim como o seu autor que faleceu 1992! Vou explicar:

Na verdade ele não passa de mais uma artimanha capitalista para engessar a mente da classe operária. E para provar, vamos recorrer à matemática simples para desvendar o segredo:

O segredo é que o povo recebe um salário fixo por mês, embora os meses tenham 30 ou 31 dias.

 

Exemplo: Salário 1.000X12 meses=12.000+13º=13.000. Correto.


Pois bem, ao invés do salário mensal, peça para receber por semana. Então teremos:


Mês de 30 dias=1000=250. 1 ano=52 semanas.
52X250=13.000.


Conclusão: o povo recebe o que já trabalhou e não um adicional.

Simplificando:


Quantos dias têm a semana: 7


Quantos dias têm o ano: 365


Quantidade de dias por ano: 365;

 

quantidade de dias por semana: 7 que é igual a 52 semanas.


Observe o calendário e verá que nem todo mês tem somente 4 semanas, e na soma dos meses (jan a dez) o resultado será 52 semanas – Isto é fato.


Por: Arimatéa Barbosa Site: http://www.sertaoinformado.com.br

Apoiamos: