Veremos agora os Frutos do Espírito, um a um para crescimento e enriquecimento da nossa vida espiritual nesse mundo.

 

A passagem na Biblía Sagrada que relata os Fruto do Espírito está em Gálatas 5:22 e 23.

OBS: O primeiro Fruto que é o amor na passagem em Gálatas é o primeiro, mas aqui eu preferi deixar por último por ser o mais importante...

1 - Gozo:


 – Prazer e satisfação, motivo de riso, de alegria.


A presença constante de Deus nos trás gozo, ou seja, uma grande alegria de poder estar sentindo a presença de um Deus que é vivo e que se manifesta para a sua criação. E é de grande gozo também, poder desfrutar das bênçãos que Deus nos proporciona aqui enquanto estamos nesse mundo como: família, sucesso profissional, ir na casa do Senhor, louvar e etc.


Referencias: Salmos 21:6 – gozo da presença de Deus.
Mateus 25:21 – entra no gozo do Teu Senhor.

2 - Paz:

 

– Tranqüilidade, sossego, descanso, silêncio.

 
- A paz tem que ser arbitro na vida do crente (cristão), não tem como estar em comunhão com Deus sem paz. A paz nos dá tranqüilidade para tomar decisões e uma qualidade de vida muito melhor para conosco e com aqueles que nos cercam.

 

Referências: Salmos 119:165 – os que amam a lei tem muita paz.

 
Isaias 9:6 Príncipe da paz.


Romanos 14:17 paz no Espírito.

3 - Longanimidade:

 

- Paciência, saber esperar.

 
- Esse é um fruto que a maioria das pessoas que se entregam para Jesus não tem, elas vão adquirindo isso com o tempo de caminhada com Cristo. A paciência é essencial para conseguir as bênçãos do Senhor, já que, todas as coisas estão sujeitas ao tempo dele e não no nosso.

 

Referências: Efésios 4:2 – suportai uns aos outros.
1 Timóteo 1:16 – Cristo nos mostrou longanimidade.
2 Pedro 3:15 – esperar pela salvação em Cristo.

4 - Benignidade: 

 

– benevolência, bondade, querer o bem sempre.

 

- Querer sempre o bem para seu próximo não importando a situação que você esteja passando ou a provação que você esteja sendo submetido. Ser bom para com Deus Lhe obedecendo e vivendo dentro da sua vontade.

 

Referências: 2 Samuel 22:51- mostrar benignidade com o seu ungido.


2 Coríntios 10:1 – benignidade de Cristo.

5 - Bondade:

 

– amabilidade, cortesia, benignidade.

 
- Todo crente (cristão) deve ter o coração bondoso assim como o coração de Deus. Sempre lembrando que a bondade e misericórdia de Deus nos fazem estar aqui hoje, pois é pela sua bondade que alcançamos a sua misericórdia eterna.


Referências: Salmos 31:19 – Grande bondade de Deus.
Efésios 5:9 – o fruto da luz é a bondade.
2 Tessalonissenses 1:11 – desejo da bondade de Deus.

6 - Fidelidade:

 

– Lealdade, firmeza, constância de hábitos, ser fiel a Deus.

 
- Temos quer ser fiel com Deus assim como ele é fiel conosco. Todos os nossos atos têm que estar voltados para Deus e não podemos nos desviar nem para a direita e nem para a esquerda da sua vontade. Procurar em tudo que façamos ser o melhor para Deus para que Ele se agrade de nossas vidas. E principalmente, servir sempre a Ele e reconhecer a todo o momento que Ele é o nosso único Senhor e Salvador de nossas vidas.


Referências: Salmos 91:4 – a Sua fidelidade é escudo.
Salmos 100:5 – Sua fidelidade se estende de geração para geração.



8 - Domínio próprio:

 

- Controlar-se, atitudes conscientes, resistir as tentações, ser fiel a todo o instante.

 
- Você tendo o controle desse fruto, vai ser muito mais fácil controlar e praticar todos os outros. O Domínio próprio vai determinar o quanto você consegue alcançar no reino de Deus. O seu controle sobre todas as adversidades, vai gerar bons frutos e vai agradar o coração de Deus. Também não podemos esquecer que na medida em que nos diminuímos em nós mesmo, Cristo cresce em nós. Mas sem sombra de dúvidas o Domínio Próprio é um fruto que é concedido através do Espírito Santo de Deus, ou seja, quanto mais buscamos mais Deus vai acrescentando em nossas vidas.


Referências: Gênesis 39:11,12 – Jose do Egito foge da esposa de Potifar.
1 Samuel 13:8 a 14 – Saul perde o reinado (faltou domínio próprio).


7 - Mansidão:

 

– tranqüilidade, pacificador, tratar com calma e consciente.

 
- A partir do primeiro dia em que entregamos as nossas vidas para o nosso Senhor Jesus, as nossas atitudes perante as adversidades e problemas, tem que ser tratadas com mansidão, ou seja, analisar tudo, por pior que seja a situação e procurar não deixar a ira tomar a frente de suas atitudes. Tratar as coisas com delicadeza e justiça para que o seu fruto se transpareça através de suas atitudes e atos na sua vida. Os problemas tratados com mansidão, com certeza vão gerar bons frutos e irão ser de ótimo testemunho para aqueles que ainda não conhecem Jesus.

 

Referências: Sofonias 2:3 - buscai a mansidão.
Colossenses 3:12 – revestir de mansidão.
Tito 3:2 – mostrar a mansidão para todos.

9 - Amor: Afeto, compaixão, caridade.


- O amor é o principal dos Fruto do Espírito. O amor vai ditar a sua vida com Deus. Sem amor é impossível você alcançar os braços do Senhor, pois foi por puro amor que Deus entregou o seu único filho por nós: João 3:16. E não podemos esquecer do novo mandamento que Jesus deixou para nós que está em João 13:34 e 35, diz que devemos nos amar uns aos outros assim como Ele nos amou. Com isso sem o amor de nada vale a nossa vida, pois todo o resto vai ficar aqui depois que Jesus voltar para nos buscar, a única coisa que iremos levar para a Glória de Deus é o amor.


Referência: 1 Corintios 13 (capítulo todo)... O amor.

Apoiamos: